Tema de Capaicon pdf

Ministro da Economia em Hotel de Luxoicon pdf

A aposta do Grupo Fladgate Partnership tem em conta “o aumento global do turismo”, tornando-se “fundamental que Gaia esteja integrada nas rotas de referência mundial.” O empenho do grupo neste hotel “assegurará que a experiência visita por quem nos visita sem a única e inesquecível.”

Para o presidente da Câmara este projecto “o primeiro de muitos outros que vão nascer fruto da confiança dos investidores em Gaia”, representa para o presidente da Câmara “um passo em frente na concretização de um processo iniciado há alguns anos com a reabilitação do Centro Histórico.”

O Ministro da Economia verdadeiramente encantado com a paisagem vista do local onde nascerá o hotel considerou-a mesmo “património mundial.” Num momento que todos sabem “de incertezas a criação de empresas a par de investimentos como este fazem o país andar para a frente, é nisso que temos que acreditar.”

Destacou o “excelente espírito de colaboração” do seu Ministério com a Câmara de Gaia.

Assim deve continuar, apostando “no grande potencial turístico que representa toda esta região e que é preciso explorar ainda mais, promover o que já existe de muito bom e fazer mais”, ou não oferecesse Portugal “muitas vantagens no turismo de alta qualidade”, lembrando a necessidade da formação de recursos humanos “cinco estrelas para tudo”, equipamentos como este Hotel e uma nova geração de gente qualificada.

  • O Hotel

Cinco estrelas de luxo, deverá ser inaugurado em 2009; terá 84 quartos, um SPA de vinoterapia com 10 salas de tratamento, uma piscina coberta e outra no exterior e um restaurante que os responsáveis pretendem com classificação do prestigiado guia Michelin. Serão privilegiados os espaços verdes e as zonas fortemente ajardinadas tornando-se por isso num hotel de referência. A The Fladgate Partnership é um grupo familiar que opera no sector do Vinho do Porto desde 1692; actualmente detém as casas Taylor’s, Fonseca e Croft. Em Gaia além das caves de envelhecimento de vinho do Porto, detém centros de visitas da Taylor’s e da Croft abertos ao público. Em 2007, estes centros receberam respectivamente 32 e 50 mil turistas.

Primeiro Ministro Inaugura fábrica Ikeaicon pdf

Em Abril de 2007 foi lançada a primeira pedra, da primeira fábrica da Península Ibérica da IKEA. Em Paços de Ferreira, pouco mais de um ano depois, a fábrica foi inaugurada com a presença de José Sócrates, de Manuel Pinho e dos mais altos responsáveis do grupo «Swedwood», o ramo industrial do grupo Ikea.

Trata-se da primeira de um complexo de três fábricas e o presidente da Câmara Municipal, Pedro Pinho, não podia estar mais contente “por tudo o que este investimento representa para a região.” Estão já criados 550 postos de trabalho, na sua maioria jovens “é com natural vaidade e prestígio que temos este «cartão de visita» que representa a Ikea neste município”, acrescenta. (…)

O Primeiro Ministro deu conta da “elevada importância para a economia portuguesa”, que representa este investimento. Foram precisos “apenas” sete meses para que todo o processo de instalação da fábrica fosse licenciado “um exemplo, uma referência para o país de uma administração próxima em que investidores, autarquia e todo o grupo foram exemplares ao longo de todo o processo.” (…)

Recorde-se que na corrida para ganhar esta fábrica esteve também de forma de-veras empenhada a vizinha Espanha. Foi no entanto em Paços de Ferreira que a Ikea investiu 135 milhões de euros, um projecto âncora que chamará muitos outros a esta região.

Cavaco Silva na Alert em Gaiaicon pdf

  • O que é a ALERT

Em 1998, Jorge Guimarães foi galardoado com o Grande prémio BIAL de Medicina, tendo investido o valor do prémio na criação de uma empresa. Nascia em Dezembro de 1999, no Porto, a MNI – Médico na Internet, saúde na Internet, actualmente designada ALERT Life Sciences Computing.

A actividade inicial da empresa relacionava-se com a saúde na Internet, área que ainda hoje de mantém e que é auto-suficiente. Reconhecendo as necessidades existentes no mercado, a MNI reposicionou a sua área de actuação e investiu no desenvolvimento de software para os serviços de saúde.

Actualmente, o Grupo conta com mais de 500 colaboradores e marca presença em vários pontos do mundo, nomeadamente Espanha, França, Itália, EUA, Canadá, Brasil, Alasca, Malásia e Singapura entre outros países. Os produtos Alert foram implementados em 639 hospitais e 7 936 centros de saúde e clínicas privadas.

O principal objectivo da empresa é o desenvolvimento, distribuição e implementação do Software clínico com a missão de criar ambientes clínicos sem papel. O fundador e presidente do Conselho de Administração da empresa, Jorge Guimarães, aponta como lema: «melhorar a saúde e prolongar a vida alcançar rentabilidade para benefício da sociedade e inspirar outros para a excelência através do nosso exemplo». Diz ainda «temos de ser dedicados», para trabalhar na Alert.

  • Papel dos cientistas Valorizado por Cavaco Silva

Foi em Gaia, na «Alert», empresa criadora de sistemas de informação para a saúde, que o Presidente da República Cavaco Silva encerrou a 4ª Jornada do «Roteiro para a Ciência». Objectivo principal na escolha do tema “valorizar o papel dos cientistas na sociedade portuguesa, chamar a atenção, estimular o investimento do sector privado na investigação.”

Verdadeiramente fascinado pelo que cientistas portugueses, às vezes bem jovens, têm projectado e desenvolvido, Cavaco Silva fala do papel “decisivo que a área do conhecimento desempenha para mais e melhor competitividade e por consequência a criação de emprego. Os bons exemplos são um estímulo para o desenvolvimento do país”, manifestava o presidente da República após uma apresentação rápida mas muito precisa dos serviços da Alert, nas suas magníficas instalações, na Arrábida. (…)

A Alert é um exemplo de como se pode e deve ser competitivo a nível internacional. Há ainda um grande caminho a percorrer, o presidente da República fala em “combater a exclusão informática” que atinge sobretudo pessoas com nível de ensino abaixo do Ensino Secundário.

É justo que a Alert queira ser das melhores do mundo tudo aponta para essa meta tanto que o presidente da República considera uma “redundância desejar sucesso”, a uma empresa que é exemplo disso mesmo e de motivo de orgulho para os portugueses.

Ministra da Saúde lança novo Hospitalicon pdf

Haverá (…), finalmente, um novo Hospital, mas justificou-se a remodelação do actual que trouxe a Ministra da Saúde, Ana Jorge, a Gaia, para inaugurar o Serviço de Urgência Geral, o Serviço de Urgência Pediátrica e a Unidade de Cuidados Intensivos Polivalentes. (…)

O Ministério compromete-se a construir, de raíz nos terrenos do actual hospital (são 18 hectares livres), a Unidade de Urgência Polivalente do Santos Silva. A Câmara, além da isenção de taxas, compromete-se a construir novas e melhores acessibilidades, tal como fará em relação ao Centro de Reabilitação, assim como instalação de infra estruturas de água e saneamento. (…)

Ana Jorge apelou à união de esforços, para que as obras avancem “o mais breve possível”, confiando que todo o processo “se desenvolverá de forma célere”, a bem de todos de uma população residente em Gaia que representa um terço dos portugueses. (…)

No momento há 125 Unidades de saúde Familiar “funcionam em pleno”, e são parte do resultado que se quer da reforma dos Cuidados de Saúde Primários “queremo-los mais próximos dos cidadãos”, dizia a Ministra. O Centro de Saúde de Canidelo bem como a USF “são bons exemplos do que queremos fazer”, acrescentando que é preciso “continuar a trabalhar nessa reforça de que falamos.” Destacou o papel da Câmara de Gaia que a exemplo de muitos outros, cedeu os terrenos para a construção deste equipamento.

Hotéis Ibis sempre a crescericon pdf

Actualmente são 765 os Hotéis Ibis espalhados por 38 países. Em 2010 o grupo quer chegar às 120º unidades e ao dobro dos países. Em Portugal são 19 os hotéis Ibis que oferecem a melhor relação preço/qualidade aos seus clientes.

Se em 2005 “houve uma ligeira queda”, o ano seguinte foi logo de “subida” e para a maior actividade do Ibis em Gaia “contribuiu muito a chegada de novas companhias ao aeroporto Francisco Sá Carneiro”, esclarece Nicolau Veiga. (…)

Aquilo a que chamam projecto actores, implementado pela cadeia a nível internacional desde 2003, tem-se mostrado uma das apostas ganhas, dado o sucesso junto dos colaboradores. No fundo, trata-se da criação de equipas multicompetência. A este projecto aderem os funcionários/colaboradores que assim o entendam. Fazem auto formação em diversas áreas, mas só quando cumprirem, a cem por cento todos os «requisitos» de uma tarefa podem avançar para outra. Em cada etapa que representa uma evolução na carreira esse colaborar recebe mais 10% do seu salário. Esta mobilidade permite colaboradores especializados nas várias áreas “se por qualquer razão, faltar o funcionário da recepção teremos um outro colaborador apto a desempenhar essas tarefas com
profissionalismo sem que o cliente se aperceba da «mudança», tal será o grau de competência adquirida no projecto de formação e estaremos sempre a trabalhar com prata da casa”, exemplifica Nicolau Veiga.

Para os colaboradores o projecto Actores tem a vantagem de proporcionar um plano de carreira, fornecer novas competências e permitir atingir melhores níveis remuneratórios. Para a rede, os grandes benefícios são os profissionalismo, a mobilidade e a multicompetência adquiridas pelos seus colaboradores, com reflexo na melhoria do serviço prestado aos clientes.

A Íbis ficou em 9º lugar no ranking das 30 melhores empresas para trabalhar em Portugal, promovido pelo Great Place To Work Institute. A única do sector de hotelaria e turismo a integrar a lista. O ranking foi feito a partir de um inquérito aos colaboradores das empresas participantes sobre o grau de satisfação no ambiente de trabalho.

De acordo com os resultados os colaboradores da Ibis em Portugal destacaram a ausência de discriminação, o orgulho na actividade, o acolhimento, a ética e a honestidade da administração e a visão clara os objectivos e meios para os alcançar como pontos fortes da marca.

A marca foi ainda a mais conhecida pelos portugueses, com um nível de notoriedade global de 68%, que pela primeira vez supera todas as outras marcas, de acordo com um estudo sobre notoriedade das redes hoteleiras efectuados pela MRCE em 2007.

Idália Moniz na cidade inclusivaicon pdf

Vila Nova de Gaia por ser uma “cidade aberta e inclusiva, para todos”, o vereador da Acção Social, Guilherme Aguiar, considera mesmo que esta reúne, assim, as condições, para ser a capital da deficiência”, precisamente pela integração social e profissional.

Foi durante uma visita da Secretária de Estado da Reabilitação, Idália Moniz, que o vereador quis reforçar a ideia. (…)

Mais um passo naquilo que se quer “o alargamento do sistema no âmbito da protecção”, deixando o «recado»: “tem que haver respostas concertadas, não múltiplas intervenções por forma a rentabilizar todos os meios e sistemas.” Ou seja, ninguém fica de fora, instituições, autarquias, famílias todos têm que trabalhar em conjunto no que toca à protecção das crianças e jovens. (…)

A Secretária de Estado entendeu não corroborar as palavras do vereador “não ficava bem dizer que é a melhor, mas sem dúvida que é uma referência. Gaia é conhecida por integrar, mas esta deve ser uma preocupação de todos, há que eliminar preconceitos, não virar a cara”, acrescentou Idália Moniz. A visita a Gaia terminou na Associação de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental. Em matéria de acção social reforçaram os responsáveis o Governo mantém conversas frequentes com a Câmara, com o seu vereador pelo que vontade não faltará em criar as melhores condições à Protecção, Reabilitação e Integração de todos nesta cidade dita inclusiva.

D. Duarte Pio ligado a Gaiaicon pdf

D. Duarte Pio de Bragança esteve no Centro Hospitalar de Gaia/Espinho, na urgência pediátrica, onde distribuiu presentes, autógrafos, sorrisos e muita simpatia às crianças e adultos que o cumprimentavam curiosos pela sua presença neste Hospital. (…)

D. Duarte que viveu em Gaia, mais precisamente na Quinta da Bela Vista, em Coimbrões, até aos oito anos diz-se “contente por o novo hospital ficar neste local, seria uma pena transformar esta área numa outra coisa qualquer”, admirando a mancha verde que envolve o Centro Hospitalar.

Anúncios