Santa Marinha

7º Encontro de

Colectividades

A preparação do 7º Encontro de Colectividades de Santa Marinha, como habitualmente, “envolve muita logística, muito trabalho, mas com a colaboração de todos é possível chegar a um dia tão grande como este.”

As palavras são do presidente da Junta de Freguesia, Joaquim Leite, verdadeiramente «apaixonado» e com razão, diga-se, pela participação da população, dentro e fora da freguesia que assistiu à abertura do encontro, na sexta feira á noite, e ao desfile de todos os participantes, no sábado á tarde.

Nunca é demais lembrar e Joaquim Leite reforça, “a festa não acabou, prolonga-se até ao próximo sábado, contamos com todos para tornar ainda maior este evento.”

Mais uns dias, é certo, mas o sucesso já está garantido “é com muito orgulho que assistimos a esta manifestação popular, que vemos na rua as nossas colectividades a mostrarem o que fazem e o que valem”, e tudo isso é muito “traduzido numa das freguesias com mais tradições culturais”, destaca Joaquim Leite.

Uma espécie de «dois em um» este Encontro de Colectividades “divulgam as suas actividades e a população também fica mais sensibilizada para o papel que elas prestam à nossa sociedade, o quanto divulgam a nossa cultura. É uma forma, estamos em crer, de incentivar a população a comparecer ainda em maior número, nas muitas actividades que as instituições desenvolvem ao longo do ano.”

Não fosse o autarca, também ele, um homem ligado ao associativismo, um ex-atleta que sabe bem o quanto é precioso o apoio do público, regista “com particular sensibilidade”, a homenagem a todos os participantes neste encontro.

A oportunidade serviu também para homenagear os atletas do Sporting Clube de Coimbrões (Campeões Distritais da Divisão de Honra da Associação de Futebol do Porto, Seniores); Clube Desportivo do Candal (Campeões Distritais de Juvenis da AF Porto) e o Clube Desportivo do Marco (campeões de Ténis de Mesa, Juniores).

Todos no seu melhor, como resultado de muito empenho a merecem rasgados elogios de Joaquim Leite: “quero destacar o apreço que a autarquia tem por todos estes participantes, os atletas, muita gente que por carolice trabalha naquela e para aquela que é uma freguesia de que se orgulham. Nós orgulhamo-nos de todos eles e temos razões para isso, veja-se o «mundo» que é este desfile, esta iniciativa”, diz com regozijo o presidente da junta.

Até ao próximo sábado ainda há muito para ver na beira-rio neste 7º Encontro de Colectividades – hoje, 4ª feira, pelas 21h30, música de baile pelo Duo Musical Tradição; 22h30, «Cantar Gaia», com Filomena de Sousa e Filomeno Silva; amanhã, dia 17, 21h30, música portuguesa com o «Duo Simões»; dia 18, 21h30, actuação da Banda da Sociedade Musical 1º de Agosto e às 23h música portuguesa com os «Broa de Mel». Dia 19, 18h, actuação do conjunto musical do Latino Coe-lho; 21h00 actuação da Tuna Musical Santa Marinha, Grupo de Dança de Salão; 22h30, actuação de Nelo Silva e às 24h, encerramento do Encontro com fogo de artifício.

O presidente da Junta acaba como começou “gostava de apelar á participação, todos os dias, da população nas iniciativas das várias colectividades, será o retribuir do carinho com que todas trabalham contribuindo para o enriquecimento da nossa freguesia.”

Anúncios