Mais tempo com a família

O estudo «mobilidade das famílias portuguesas», realizado pela APEME, encomendado pela Sonae distribuição no âmbito do projecto «um modelo de parque», revela que as cidades não têm condições que permitam e fomentem a prática de exercício físico e actividades ao ar livre em família, fazendo com que os portugueses passem menos tempo com a família.

A maioria dos casais inquiridos (94%) gostaria de passar mais tempo com a família; 83% afirma que se tivesse mais espaço ao ar livre por perto tenderia a praticar mais actividades ao ar livre com a família.

Por outro lado, 69% afirma que a sua cidade/zona não está dotada de equipamentos desportivos ao ar livre, como parques e jardins, atribuindo a responsabilidade às autarquias (90%).

A grande maioria dos entrevistados (90%), diz que para mudar mentalidades e levar as pessoas a praticar exercício ao ar livre em família, é necessário, em primeiro ligar, que se criem condições para tal. 85%, dos casais considera os parques infantis como as estruturas mais importantes nos espaços ao ar livre e 84% considera os circuitos de manutenção para seniores; 49% dos inquiridos afirma que se existissem parques com equipamentos desportivos e de lazer para adultos e crianças, toda a família conseguia tirar partido do espaço.

Anúncios