Vilar de Andorinho

Falta ganhar a guerra

A batalha está ganha, instalação de um Posto de Atendimento da PSP; falta ganhar a guerra a criação de um Posto das Forças de Segurança, para a freguesia de Vilar de Andorinho.

Quanto ao posto funciona no edifício da Junta de Freguesia, que nem para esta sua principal função reúne das condições ideais, ainda acolhe o Centro de Saúde.

No que à velha e reconhecida justa aspiração de todos em conseguir a instalação de um Corpo de intervenção da PSP, o terreno há muito existe para esse efeito, mas Ministério da Saúde e da Administração Interna tardam em chegar a acordo quanto e a quem pertence o terreno onde deverá nascer o equipamento.

Seja como for, este primeiro «remedeio» o posto de atendimento, já deu para falar de “um dia feliz”, mesmo de uma “vitória”, como refere o presidente da Junta de Freguesia, Manuel Monteiro.

Todos admitem, até o Secretário de Estado da Administração Interna, Rui Sá Gomes, que esta freguesia misto de rural e urbano “não tem infra-estruturas que acompanhem o forte crescimento”, de Vilar de Andorinho onde residem cerca de 30 mil pessoas.

Sem segurança, Rui Sá já o havia

dito e reforçou no dia em que abriu este novo posto, “não há liberdade, uma sem outra não existem” e sem estas «pedras de toque», “não há desenvolvimento ou cidadania.”

O Posto de Atendimento em Vilar de Andorinho cumpre um dos objectivos do MAI “a proximidade das forças da segurança com os cidadãos.”

Anúncios